Governo chinês quer acabar com o playback

O Ministério da Cultura da China vai iniciar uma campanha contra o uso de playback em actuações musicais no país, que serão gravadas e inspeccionadas. Os artistas que fingem cantar serão multados, segundo informou uma circular do Ministério publicada no seu site oficial.

A partir de outubro todas as apresentações musicais no país deverão ser gravadas pelos organizadores, a fim de enviar cópia aos inspectores. Aqueles que não cumprirem esta norma serão multados com 3.000 iuanes (cerca de 306€). O vice-ministro da Cultura chinês, Tuo Zuhai, disse à agência oficial Xinhua que fazer playback “é uma grosseira violação das leis e regras” e não só danifica os direitos dos consumidores, mas também os dos cantores e músicos.

Leis contra o playback foram instauradas na China depois de na cerimónia de inauguração dos Jogos Olímpicos de Pequim, no ano passado, se ter descoberto que a menina que protagonizou um número musical não era quem cantava na realidade. Este playback, que foi visto por cerca de 4 mil milhões de telespectadores no mundo todo, foi usado por alguns para ridicularizar a cerimónia.

Meses antes, noutro incidente que gerou muita polémica na China, a célebre actriz chinesa Zhang Ziyi também foi apanhada a fazer playback na festa de gala do Ano Novo chinês, o que também gerou inúmeras críticas.

0 Protestos:

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google para aparecer seu AVATAR.

Obrigado pela visita[Nosso twitter @jumentonet]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More